Blog

 
  • Profissional Industrial

Concurso para Engenheiros da Marinha: saiba tudo sobre.

A Marinha abriu, no dia 13 de março, as inscrições para o concurso para cargos do CEM - Corpo de Engenheiros da Marinha, que vão até 01 de abril.



Esta é uma oportunidade que está fora do radar de 99% dos engenheiros do Brasil e que, ao contrário das vagas de trabalho no mercado privado, depende exclusivamente de você e de sua dedicação.


A grande vantagem desse concurso é, além da remuneração acima do piso salarial de engenharia, a sua regularidade, pois ocorre todo ano, na mesma época, e para as mesmas áreas.


Confira abaixo o que será abordado nesse artigo:


  • Quais são as principais vantagens da carreira;

  • Quem pode prestar esse concurso;

  • Como e onde fazer a sua inscrição;

  • Quais são as etapas do Concurso;

  • Como são as provas teóricas;

  • Quais disciplinas são cobradas nas provas teóricas;

  • Como são as provas físicas;

  • Como é calculada a nota final e quais são as notas eliminatórias;

  • Como é a prova de títulos;

  • Locais das provas;

  • Materiais Preparatórios.



Quais as principais vantagens da carreira?


Antes de entender como funciona o concurso, vou apresentar quais são as 10 maiores vantagens da carreira de Engenheiro da Marinha para que sua motivação em se tornar um Oficial dessa Força seja ainda maior.

O Concurso Público para o ingresso no Corpo de Engenheiros (CP-CEM) da Marinha é um dos poucos que ocorrem todos os anos para a área de engenharia e, por isso o número de candidatos é cada vez maior.


Além disso, o atual quadro de desemprego em nosso país é um dos grandes responsáveis por esse fato, pois a engenharia foi uma das classes mais afetadas.

Tanto os jovens engenheiros recém-formados, como os que perderam o emprego nessa crise, enxergam nesse concurso uma ótima oportunidade para conquistar uma estabilidade que não existe nas empresas privadas.


Porém, além dessa estabilidade, muitos não conhecem outras vantagens que a carreira militar proporciona.


Algumas dessas vantagens são: salário acima da média, estabilidade, não necessita de experiência e salários indiretos.


Fizemos um post com todas as vantagens bem descritas, clique aqui para ler.



Quem pode fazer esse concurso?


O concurso visa à entrada de Engenheiros das mais diversas áreas para complementar o Corpo de Engenheiros da Marinha do Brasil.


Para prestar o concurso, você precisa ter menos de 36 anos no dia 01 de janeiro de 2020 e ser formado em uma dessas engenharias:

  • Arquitetura

  • Engenharia Civil

  • Engenharia da Computação

  • Engenharia Elétrica

  • Engenharia Eletrônica

  • Engenharia de Materiais

  • Engenharia Mecânica

  • Engenharia Mecatrônica

  • Engenharia Naval

  • Engenharia de Produção

  • Engenharia Química

  • Engenharia de Telecomunicações


Se você estiver no final da formação (no mínimo 9° período), também poderá fazer a prova.


Mas fique atento, pois se aprovado, você deverá estar com o diploma e o CREA em mãos logo no início do curso de formação, em fevereiro de 2020.


Se você estiver no 8° período ou menos, você pode fazer o concurso como “treineiro”, para ganhar experiência para o ano seguinte.


Lembrando que o CP-CEM não oferece a graduação para os cursos de engenharia. Eles convocam apenas pessoas que já concluíram ou estão concluindo essa formação.



Como e onde fazer a sua inscrição?


As inscrições são realizadas no próprio site da Marinha clicando aqui ou através do link https://www.inscricao.marinha.mil.br/marinha/index_concursos.jsp?id_concurso=371, sendo cobrada uma taxa R$126,00 para efetuar a sua inscrição até o dia 01 de abril.



Quais são as etapas do concurso?


O concurso é composto por 2 fases com provas escritas e 6 eventos complementares.


Provas Escritas.

  • Prova Escrita Objetiva de Conhecimentos Profissionais e Redação;

  • Prova Escrita Discursiva de Conhecimentos Profissionais e Tradução de Texto.


Eventos Complementares.

  • Verificação de Dados Biográficos (VDB);

  • Inspeção de Saúde (IS);

  • Teste de Aptidão Física (TAF);

  • Avaliação Psicológica (AP);

  • Verificação de Documentos (VD); e

  • Prova de Títulos (PT).



Provas Escritas


1ª FASE


A primeira prova escrita, prevista para ocorrer na 1ª quinzena de maio, consistirá em uma prova objetiva de conhecimentos profissionais e uma redação.


A prova objetiva será composta por 20 questões de múltipla escolha com quatro alternativas, enquanto que a redação consistirá na elaboração de um texto dissertativo de 20 a 30 linhas. Esta prova terá duração de 4 horas.


A prova objetiva de conhecimentos profissionais valerá 20% da nota final do candidato.


Para ser convocado para a fase seguinte, o candidato deverá alcançar o aproveitamento mínimo de 50% da prova objetiva e se classificar dentro do número de 10 vezes o número de vagas.


2ª FASE


A 2ª fase será composta por uma prova discursiva de conhecimentos profissionais (PD) e uma tradução de um texto técnico de Língua Inglesa para o Português.


A PD totalizará 80% da nota final da seleção inicial e será composta por 10 questões, cada uma valendo 8 pontos. Para ser aprovado nesta etapa é necessário atingir o aproveitamento mínimo de 50% da prova.


A média aritmética das notas da tradução e da redação farão parte do cálculo da nota final dos candidatos.



Testes de Aptidão Física (TAF)


O Teste de Aptidão Física faz parte dos eventos complementares do concurso e será composto por uma prova de corrida e uma prova de natação.


O TAF será aplicado em dois dias não consecutivos, em data a ser divulgada pela Marinha. Para ser aprovado, o candidato deverá: