Blog do

Profissional 

Industrial

Engenharia de Sistemas


Tempo de leitura: 3 minutos.

É a engenharia que desenvolve sistemas tecnológicos complexos – que integram outros sistemas e envolvem grande quantidade de variáveis. Este engenheiro está apto a atuar na análise, no projeto e na integração de sistemas complexos e também em sistemas de empresas industriais e comerciais, procurando otimizar seu funcionamento.

Ele trabalha em organizações do setor tecnológico de alta complexidade, como fabricantes de aviões, automóveis, navios e equipamentos de grande porte, como plataformas marítimas de petróleo e infraestrutura de telecomunicações. Também atua em empresas especializadas na terceirização de projetos tecnológicos.

Como exemplo, um fabricante de itens relativamente simples pode encomendar o projeto de seus produtos a uma empresa de alta tecnologia. Assim, mesmo não possuindo um centro de pesquisas próprio, essas empresas passam a fabricar produtos de elevado desempenho e alto valor agregado.


Áreas de Atuação

Projetos Projetar, analisar e integrar sistemas complexos nos mais diversos campos, como dispositivos, equipamentos e plantas industriais, entre outros.

Consultoria Assessorar indústrias no projeto de operações para otimizar sua produção.

Mercado de Trabalho

Embora este seja um profissional relativamente novo – as primeiras turmas concluíram o curso em 2015 –, muitas empresas já procuram o profissional. Esses engenheiros são vitais no desenvolvimento de sistemas complexos de engenharia, integrando diversos tipos de tecnologia, principalmente na indústria.

O setor agrícola também demanda o profissional para atuar na automação de máquinas usadas no campo. Por concentrarem muitas empresas e startups ligadas a sistemas de alta tecnologia, Recife, Belo Horizonte, São Paulo, São José dos Campos, Manaus, Rio de Janeiro e Florianópolis concentram a maior parte das oportunidades. A melhor forma de se inserir no mercado é por meio dos programas de estágio e de trainee oferecidos pelas empresas.

Curso

Apenas duas instituições oferecem esse bacharelado: a Unimontes, em Montes Claros (MG), e a UFMG, em Belo Horizonte (MG). Em ambas, a grade curricular tem forte base em física, matemática e computação. Os alunos também aprendem sistemas eletrônicos, computacionais, eletromagnéticos, térmicos e automotivos.

Além disso, há disciplinas específicas em sistemas complexos, como teoria da otimização, inteligência computacional e processamento de sinais. Para obter o diploma, o estágio é obrigatório, assim como o trabalho de conclusão de curso.

Duração média: 5 anos.

Referência: Guia do Estudante

#guiadasengenharias #engenharia

  • LinkedIn do Profissional Industrial
  • Instagram do Profissional Industria
  • Telegram do Profissional Industrial
Profissional Industrial